Offline
Como tratar a gripe?
05/07/2024 06:16 em Notícias Informativas

PHARMALAB CLINICA: CAMINHANDO SEMPRE JUNTOS

 

O clima ameno do inverno brasileiro aumenta a circulação do vírus da gripe. Com as baixas temperaturas, as pessoas costumam ficar mais tempo aglomeradas em locais fechados e a baixa umidade do ar favorece o ressecamento das mucosas, facilitando a entrada de vírus pelas vias respiratórias.

De acordo com o Protocolo de Tratamento de Influenza, do Ministério da Saúde, o tratamento deve ser feito principalmente com o uso do antiviral Fosfato de Oseltamivir, conforme explica o coordenador do Núcleo de Controle de Infecções do Hospital de Base do Distrito Federal, Julival Ribeiro.

“O antiviral Fosfato de Oseltamivir está indicado para todas as pessoas com Síndrome Respiratória Aguda Grave e se você tiver uma síndrome gripal com condições ou fatores que podem levar a esse risco de complicação. O início do tratamento deve ocorrer preferencialmente nas primeiras 48 horas após o início dos sintomas.”

Segundo o Ministério da Saúde, os pacientes com as principais condições e fatores de risco para complicações – que têm indicação para tratamento com Fosfato de Oseltamivir – são grávidas, idosos, crianças menores de cinco anos, população indígena e pessoas com comorbidades.

A pasta ressalta que a vacinação contra a gripe é uma das ferramentas mais eficazes para evitar os casos graves e garantir a saúde da população durante as estações de outono e inverno. 

As unidades de saúde do SUS continuam mobilizadas em todo o País para a vacinação contra a gripe. Agora, todas as pessoas com mais de seis meses de idade podem se vacinar. 

Faça parte do Movimento Nacional Pela Vacinação e diga sim para a vacina contra a gripe. Procure uma Unidade Básica de Saúde com a Caderneta de Vacinação ou documento com foto.

Para mais informações, acesse: www.gov.br/vacinacao.

VSR: Fiocruz alerta para o aumento nas internações por infecções respiratórias

Casos de SRAG registram aumento contínuo no Brasil; alerta Fiocruz

Brasil registra sinalização de queda no número de casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave



Fonte: Brasil 61

COMENTÁRIOS